Tudo que você precisa saber antes de viajar de trem pela Europa

Não existe meio de transporte mais europeu que o trem. Com 250 mil quilômetros de trilhos que ligam mais de 20 países, viajar de trem pela Europa é uma maneira deliciosa de explorar o velho continente. Principalmente pela praticidade, eficiência e conforto que os trens europeus oferecem.

Apesar dos preços imbatíveis das companhias aéreas Low Cost, viajar de trem pela Europa é mais prático e muitas vezes mais rápido. Afinal, não é preciso chegar na estação ferroviária com 2h de antecedência, como acontece nas viagens aéreas. Além de ser possível cada passageiro adulto levar, na maioria das vezes, até duas bagagens e um item pessoal. E também não há restrição de tamanho ou peso. O único problema neste caso é que cada pessoa fica responsável por transportar, acomodar e vigiar suas bagagens no trem.

As viagens de trem são mais confortáveis, uma vez que as poltronas são bem espaçosas. Além disso, a maioria conta com internet wifi e vagões de comida.

Diferentemente das viagens de avião, outra vantagem de viajar de trem pela Europa é em relação a localização das estações ferroviárias. Os aeroportos costumam estar localizados em áreas afastadas da região central das capitais, fazendo com que o passageiro gaste mais tempo e dinheiro para chegar em seu hotel. Já no caso das estações ferroviárias, a maioria fica nos centros das cidades e possuem conexão com linhas de metrô.

viajar de trem pela Europa

Desvantagem de viajar de trem pela Europa

Com a popularização das passagens low cost, viajar de trem pela Europa é mais caro do que de avião, principalmente quando falamos dos trens de alta velocidade, que podem passar dos 300km/h. Uma dica para economizar, é comprar as passagens com no mínimo 3 meses de antecedência.

Também recomendo que sempre estude a sua viagem, principalmente em relação ao tempo da viagem. Dependendo do trajeto a viagem pode ser muito longa, sendo preferível ir de avião, como é o caso do trecho de Paris a Nice, na França, que pode durar até 7h. O limite que uso como base é de 4h de distância, mais que isso prefiro ir de avião.

Outro ponto que escuto muito por aí é sobre as belas paisagens que podemos admirar na viagem de trem, porém não é sempre assim. Pois com a alta velocidade é impossível ver mais que borrões. Existem sim algumas rotas panorâmicas, mas são poucas. Já ouvi dizer que as da Suíça são as mais lindas, porém confesso que ainda não fiz.

Por último, muitas estações ferroviárias são grandes, o que pode tornar a viagem um pouco confusa, principalmente para quem viagem de trem pela Europa pela primeira vez.

Viagem de trem pela Europa –  Dúvidas frequentes.

dicas para viajar de trem pela Europa

Com que antecedência devo chegar na estação?

Diferente das viagens de avião, onde o passageiro precisa chegar com no mínimo 2h de antecedência no aeroporto em uma viagem internacional (fazer check-in, despachar bagagem, passar no raio-x e na imigração), viajando de trem pela Europa o passageiro só precisa chegar com 15 a 30 minutos antes da partida e embarcar por conta própria. Mas, caso seja sua primeira vez na estação, chegue antes – ou passe por lá no dia anterior – para achar a plataforma com calma e não se estressar atoa.

Outro ponto, como já dito lá no começo do texto, nós somos responsáveis por acomodar as nossas bagagens. Então se você está viajando com mala grande, chegue realmente com tempo de embarcar sem correria e com o trem ainda não muito cheio, assim poderá achar lugar para sua mala sem grande esforço.

Em viagens dentro do Tratado de Schengen, não é preciso passar por Raio X ou imigração. Contudo, caso você estiver indo daqui de Amsterdam, na Holanda, para Londres, na Inglaterra, por exemplo, é preciso fazer esse procedimento. Chegue mais cedo.

Preciso reservar assento?

Em viagens regionais, dentro de um mesmo país, não é preciso reservar assento, sendo possível comprar o bilhete de trem minutos antes da viagem. Assim, você compra o ticket, confere a classe, entra no vagão e pode escolher qualquer assento. Já nas viagens internacionais e nos trens de alta velocidade é preciso reservar um assento, o que, em alguns casos, terá um custo extra.

Passes multipaíses valem mais a pena?

Se você pretende conhecer vários países em um determinado espaço de tempo e não quer perder muito tempo pesquisando por passagens separadas ou traçando um roteiro muito bem planejado, é possível comprar passes de trem multidestinos. Ou seja, por um valor X dentro de 20 dias, você pode fazer 5 viagens de trem pela Europa.

Com o passe multidestinos, o passageiro só precisa ir a estação e embarcar no trem desejado, sem antes reservar nada. A desvantagem é que esse tipo de passagem custa mais caro que os tickets separados adquiridos com antecedência. Além disso, em trens de alta velocidade é preciso pagar pela reserva de assento, mesmo tendo comprado o ticket multidestinos.

Onde pesquisar por passagens de Trem pela Europa

Eu sempre pesquiso pelo site da Omio, pois me permite comparar o tempo de viagem e valores não apenas de passagens de trem pela Europa, mas também de ônibus e avião. Outra opção é pesquisar direto no site das empresas de cada país:

5 rotas de viagem de Trem pela Europa

dicas para viajar de trem pela Europa

Escócia – de Fort William a Mallaig

Essa rota de trem foi utilizada durante cenas do Expresso de Hogwarts nos filmes de Harry Potter e é uma das mais procuradas pelos fãs da saga. A viagem do The Jacobite começa em Fort William  e termina na cidade de Mallaig, na Escócia, e tem duração de 1h22.

Londres – Paris – Bruxelas

Essa viagem de trem só é possível por causa do Eurotúnel, túnel ferroviário submerso, criado em 1994, que liga Londres, na Inglaterra, a Paris, França, e a Bruxelas, na Bélgica. A viagem, sob o Canal da Mancha, é feita pelo trem de alta velocidade, Eurostar, e dura 2h de viagem em ambas as rotas.

Desde 2018 é possível incluir Amsterdam nessa rota!

Davos/Suíça a Tirano/Itália

Conhecer os Alpes Suíços, passando por paisagens incríveis e vilarejos rodeados pela neve, está na lista de quase todas as pessoas que querem conhecer a Europa. Essa viagem de trem dura cerca de 3h e pode ser feita com o Swiss Pass, bilhete que pode ser usado em viagens de trem, ônibus e barcos, além de dar descontos em passeios e entradas em museus.

Cidades italianas

Uma forma de conhecer os vários vinhedos italianos, passando por campos floridos e por cidades pitorescas é cruzando a Itália de Trem via Trenitalia. A viagem de Milão a Roma, passando por Bolonha e Florença, dura cerca de 4h.

De Paris para os Países Baixos

Pela empresa de trem de alta velocidade Thalys é possível ir de Paris (França), até a Amsterdam (Holanda), passando por Bruxelas (Bélgica), em aproximadamente 3h30 de viagem. Dá para apreciar a vista dos três países a bordo do trem que conta com vagão restaurante wifi e conforto.

Gostou? Então compartilha 😉

Atrações em Amsterdam

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *