Roteiro de três dias em Paris, a cidade luz da França

Neste roteiro de três dias por Paris, você irá se encantar com suas ruas e avenidas charmosas, monumentos históricos e arquiteturas de tirar o fôlego. A capital da França, conhecida como Cidade Luz, é considerada o lugar mais romântico do mundo.

Embora edifícios e monumentos sejam bastante iluminados, o adjetivo Cidade Luz foi adquirido por outro motivo. No século XIX, a cidade foi berço do Iluminismo, se transformando em um centro de novas ideias e atraindo diversos artistas, pensadores, e filósofos, ficando conhecida como “La Ville-Lumière” ou “Cidade Luz”. Além disso, antes do movimento, no século XVII, uma das medidas para tornar Paris mais segura foi aumentar a iluminação da cidade, e as ruas principais ganharam várias lanternas.

Roteiro Paris

Informações Úteis sobre Paris

Documentação: Em viagens de até 90 dias, brasileiros precisam apresentar passaporte válido com no mínimo seis meses de validade. Apesar do país não exigir nenhum vacina até o momento, é obrigatório ter seguro viagem.

Idioma: Francês

Moeda: Euro

Fuso horário: UTC +1, 4h a mais que o Brasil

Voltagem: 230V

Tomada: Plugs são do tipo E, com dois pinos com um fio-terra central

Melhor época para viajar

Seguros Promo

Independente da época de sua viagem à Paris, você poderá pegar chuva, uma vez que o índice pluviométrico da cidade é quase o mesmo todos os meses. Para quem prefere conhecer a cidade ensolarada, é indicado ir na Primavera, quando os jardins estão floridos e a máxima chega a 20°, e no verão, quando o sol se põe após às 21h.

Entretanto, de junho a agosto, a cidade estará mais cheia e a temperatura pode passar dos 30°. Vale acrescentar que Paris, de forma geral, é uma cidade cara, e no verão os preços sobem ainda mais, pois são as férias escolares, a alta temporada na Europa.

Já no início do outono é possível pegar temperaturas mais amenas, entre 10° e 16°. No inverno, a temperatura média varia de 3° a 8° e os dias são mais curtos, com o sol se pondo antes das 17h.

Paris Cidade Luz

Roteiro de 03 dias em Paris

Abaixo minha sugestão de roteiro para quem viaja pela primeira vez à Paris, principalmente no verão ou primavera. Durante o inverno, prefira visitar museus a tarde, para aproveitar melhor o dia nos lugares abertos, como os inúmeros jardins da cidade.

Primeiro dia em Paris

Roteiro de 3 dias em Paris

A Torre Eiffel não é só o ponto turístico mais visitado, como também o ícone característico da cidade e, por isso, é indispensável no seu roteiro por Paris. Ela foi construída em 1889 para a Exposição Universal, celebrando o centenário da Revolução Francesa. Se desejar subir na Torre, que tem 303m, o ingresso custa a partir de €10,40.

Atravessando o Rio Sena, você chega no Jardins du Trocadero, de onde se tem uma vista incrível da Torre Eiffel e não é tão cheio como debaixo da torre.

Caminhe até o Hotel des Invalides, construído por ordem por Luís XIV, em 1670, para abrigar os inválidos dos seus exército. Nele está a sepultura do Imperador Napoleão Bonaparte e o Musée de l’Armée. Contudo, a entrada é gratuita todos a partir das 17h no verão, e das 16h no inverno.  Contorne o hotel e visite o Musée Rodin, localizado na antiga casa do escultor.

Do Museu, siga para o Place de La Concorde,  localizada entre a Champs Élysées e o Jardin de Tuileries. A Praça foi construída entre 1757 e 1779 sob o nome de Praça de Luís XV. Mais 1.200 pessoas, entre elas Maria Antonieta, foram executadas no lugar durante a Revolução Francesa.

Na hora do almoço,  muitos bistrôs e restaurantes oferecem a formule-midi (fórmula do meio-dia), que é a entrada + prato ou prato + sobremesa por um preço razoável, entre €23 a €30.

Tarde

Depois caminhe pela Champs Elysees até chegar no Arco do Triunfo. Ela é uma das avenidas mais famosas do mundo e é cheia de lojas, cafés e restaurantes famosos. Se você ama doces, não deixe de experimentar algum na Ladurée, famosa doceria francesa fundada em Paris no ano de 1862.

Dali, siga para o Arco do Triunfo, a 2,4km de distância. Com 50 metros de altura, o Arco, construído em estilo romano antigo, representa as vitórias do exército francês sob as ordens de Napoleão.  Há um museu dentro do local e minha sugestão é que você termine o primeiro dia do seu roteiro por Paris ali, subindo o arco e tendo uma vista magnífica da cidade!

Se estiver hospedado pela região, não deixe ver a Torre Eiffel a noite, que é um espetáculo à parte e faz juz à Cidade Luz. A cada hora, durante cinco minutos, as 20.000 lâmpadas iluminam toda a torre.

Segundo dia em Paris

Museu do Louvre Paris

Comece o dia passeando pelo Jardin des Tuileries, um jardim real de um antigo palácio que existia no local. Saia de lá e vá para o Musée du Louvre, que precisa estar em seu roteiro de Paris, passando pelo Carrousel, segundo arco mais famoso da cidade.

Visite o Museu do Louvre, onde estão obras como Vênus de Milo e a Monalisa, mas não deixe para o comprar o ingresso na hora, pois a fila pode ser bem grande. Instalado no Palácio do Louvre, o Museu foi formado a partir de coleções da monarquia francesa e das espoliações realizadas durante o Império de Napoleão. A entrada custa €20, mas é gratuita todo primeiro domingo do mês. Reserve aproximadamente três horas para conhecê-lo.

Em frente ao museu, está o Palais Royal, Palácio que foi lar da família de Orleans, em 1661, mas atualmente abriga diversos órgãos do governo, como o Conselho de Estado e o Ministério da Cultura. Aproveite para almoçar em algum bistrô do local e passear por suas galerias.

Tarde e noite

Caminhe cerca de 2km às margens do Rio Sena até Notre Dame, observando a cidade. A Catedral de Notre Dame (Catedral de Nossa Senhora de Paris) é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico, localizada na Ile de la Cité, rodeada pelas águas do Rio Sena. Em estilo gótico, ela foi construída em 1163, mas ficou totalmente  destruída e esquecida após a Revolução Francesa. No entanto, o Corcunda de Notre-Dame, de Victor Hugo, deu visibilidade para a mesma a partir de 1831.

Em 1991, a Catedral foi tombada pela UNESCO. No entanto, em abril de 2019, um incêndio causou grandes danos ao teto da igreja.

Após admirar a construção, aproveite para ver o pôr do sol da cobertura da Galeries Lafayette no endereço: 40 Boulevard Haussmann – tem mais de uma na cidade, mas estou falando dessa aqui. Uma loja de departamento francesa, com dez andares e com belíssima arquitetura, não deixe de admirar o lindo teto de vidro da galeria. O acesso à cobertura é gratuito.

Terceiro dia em Paris

Sacre Couer Paris

Comece o terceiro dia no Palais Garnier, casa de ópera mais importantes de Paris. Em estilo neobarroco, ela foi construída durante a grande reforma da capital francesa orquestrada por Napoleão III e o Barão Haussmann. Vê-lo de fora já vale a pena, mas se desejar conhecer o interior, as visitas acontecem todos os dias, das 10h às 17h, e o ingresso custa €12.

Caminhe 700m até a estação Saint Lazare e pegue a linha 12 em direção a Basílica do Sagrado Coração. Desça na estação Abbesses e vá caminhando até a Sacre Couer, localizada em Montmarte, no ponto mais alto de Paris. A igreja começou a ser construída em 1875 em uma promessa feita na guerra franco-prussiana, mas só foi finalizada em 1914. Na volta, atravesse o parque Louise Michel de funircular (bonde eletrico), que custa €1,90. Não a deixe de fora de seu roteiro por Paris.

Perto do local, está o Espace Dalí, um museu pequeno com obras e acerto do artista. A entrada custa  €13.

Montmartre

Montmartre é um bairro boêmio e cheio de história. No final do século XIX era o preferido dos artistas que viveram por ali, entre eles Pablo Picasso, Renoir, Salvador Dali e Van Gogh. Em seu passeio por lá, você poderá avistar os moinhos de vento, Moulin de Radet e Moulin de la Galette, usados outrora para moer o trigo, e “pressionar” as uvas da colheita dos vinhedos do bairro, alguns ainda ativo.

Se você é fã do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulin” não deixe de pedir um Creme Brulee no Café des deux Moulins, onde a personagem trabalhava.

A noite, algumas ruas do bairro se transforma, com luzes e fachadas em neon. O Moulin Rouge, tradicional cabaré parisiense, construído em 1889 por Josep Oller e eternizado no filme Moulin Rouge de 2001, oferece belíssimos espetáculos. Mesmo que não queira conferir o show, não deixe de passar na porta do cabaré mais famoso do mundo!

Moulin Rouge Paris

Informações do show do Moulin Rouge em Paris

Embora tenha dois espetáculos, às 21h e outro às 23h, é muito desejado e por isso o espaço vive lotado, então compre seu ingresso com antecedência. Existe algumas opções de bilhetes, incluindo bebida ou até mesmo jantar – que é servido antes do show. O mais famoso, e mais procurado dos shows do Moulin rouge é o “Féerie”.

Roteiro Paris – onde se hospedar

Roteiro Paris

Paris é dividida em 20 zonas, os arrondissements (pronuncia arrondiss’mã). Quanto menor o número, mais central é o arrondissement, e, assim, mais alto é o valor da hospedagem. O Louvre está no 1º arrondissement, por exemplo. Contudo, um mesmo bairro pode se estender por mais de um arrondissements.

Região do Louvre

É a região mais central de Paris, no 1º arrondissement, com boa oferta de hoteis, apartamento para alugar, bares e restaurantes. É um ótimo lugar para ficar se você pretende conhecer bem a cidade a pé ou irá utilizar o transporte público, uma vez que várias linhas de metrô e o RER passam por ali. A desvantagem é que é uma das regiões mais caras para se ficar em Paris.

Veja opções de hospedagem no Centro de Paris

Torre Eiffel

É nesta região, no 7º arrondissement, que está a maioria dos hotéis de Paris. A mais famosa e charmosa da cidade, um lugar mais turístico e, portanto, com preços mais alto. A desvantagem de se hospedar aqui é ficar distante do centro turístico e precisar se deslocar de transporte público sempre.

Booking.com

Na região da Champs-Elysées

Ficar hospedado nessa região ( 8 °arrondissement) é estar perto de lojas e restaurantes renomados e ao lado de vários pontos turísticos, como o Arco do Triunfo e Jardin des Tuileries. É na avenida mais famosa da cidade que ficam os hotéis mais célebres e caros de Paris.

Confira os hotéis nesse bairro

Saint-Germain

Esse bairro no 6°arrondissement, localizado à esquerda do Rio Sena, fica perto da Catedral de Notre Dame e do Musée d’Orsay. É indicado para quem quer ficar em uma região mais parisiense e pouco turística. Há muita oferta de cafés, lojas, restaurantes e farmácias, além de ter fácil acesso ao metrô.

Hospedagens em Saint Germain

Marais

É um bairro tipicamente parisiense e mais descolado, localizado no 3º e 4º arrondissements. Com bons restaurantes, bares e vida noturna agitada. O bairro fica perto do Centre Pompidou e do Place des Voges, onde morou Victor Hugo. A desvantagem é que, dependendo do lugar, você precisará andar um pouco até uma estação de metrô.

Veja os hotéis em Marais.

Bastille

É um bairro para quem busca por preços econômicos, mas ainda quer estar em uma região mais central. O bairro tem uma vida noturna mais agitada e é servida por três linhas de metrô.

Confira as opções de hospedagem nessa região

Montmartre

A opção mais em conta da lista. Localizado no alto de uma colina no 18° arrondissement, o Montmartre oscila do inferninho da luz vermelha com os bordeis e sex shops, na área baixa do bairro, para uma Paris romântica e pitoresca na parte alta. Embora tenha transporte público, como é mais afastado, precisará de baldeação.

Hotéis em Montmartre

Qual a melhor forma de conhecer em Paris

Roteiro Paris

Transporte público

A melhor forma de conhecer Paris é caminhando. Assim, se você quer observar as ruas e a atmosfera parisiense, o transporte público será essencial para se locomover pela cidade. Ele integra o metrô, o RER (trens) e os ônibus. O primeiro é composto por 16 linhas e 303 estações. Contudo, o metrô só funciona entre 5h30 às 01h durante a semana, e até às 02h15 aos finais de semana. O bilhete único custa €1,90 e permite baldeação em outra linha.

O RER é a rede de trens de alta velocidade e abrange localidades mais distantes, como os aeroportos e a Disney Paris. Ele possui cinco linhas ( A, B, C, D e E), espalhadas por mais 250 estações. O horário de funcionamento depende da linha, assim como o ticket. Já os ônibus, apesar de populares, podem atrasar bastante, devido o trânsito intenso. Geralmente funcionam de segunda a sábado, de 7h às 20h30, e o bilhete único custa €2,00.

Dica: Se você vai usar muito o transporte público, é interessante comprar o carnê de 10 tickets por €14,90 e pode ser utilizado nos três tipos de transporte. Você pode comprar o bilhete mesmo nas estações de metro.

Carro

Para quem está viajando com muita mala ou não quer pegar transporte público, há táxis e carro por aplicativo na cidade. O Uber, por exemplo, costuma ser  €5 mais barato do que de táxi, sendo que uma viagem do Aeroporto Charles de Gaulle à região central de Paris, a corrida fica em torno de € 60.

O valor mínimo de qualquer trajeto de táxi é €7 e é cobrado €1,06 por km durante o dia, e  €1,29 a noite. Eles podem ser pegos em alguma estação de táxi, por telefone ou aplicativo (acesse). Além do Uber, também funcionam em Paris os seguintes serviços de carro por aplicativo: myDriver by Sixt, LeCab, Marcel, SnapCar e ADD Chauffeur.

Alugar carro em Paris só vale a pena se você deseja conhecer outras cidades francesas, principalmente porque o trânsito é bem intenso. Além disso, o combustível e os estacionamentos são caros. Mesmo se o Palácio de Versalles ou a Disney estiver no seu roteiro de Paris, vale mais a pena ir de transporte público ou alugar um carro para isso.

Algumas agências de locação exigem como documento o passaporte e a Permissão Internacional para Dirigir (PID). Então planeje com antecedência sua viagem e verifique os documentos que serão exigidos.

Comece agora mesma a sonhar e planejar sua viagem para a Cidade Luz!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *