Roteiro Madrid – sugestões de passeios de uma guia brasileira.

Madrid é a capital da Espanha e a terceira maior cidade da Europa, sendo um dos principais destinos visitados no continente. Uma cidade cheia de atrações e encantos, onde seus visitantes irão conhecer um lugar cheio de história, monumentos e arte. Madrid oferece segurança, boa comida e uma hospitalidade que faz todo o viajante ficar com vontade de voltar. Por isso, mais do que um roteiro pronto eu pedi que a Juli, guia brasileira em Madrid escrevesse sobre os pontos turísticos que ela mais gosta além de dicas de hospedagem e transporte na cidade. Tudo para facilitar a sua viagem!

Faça stopover e economize na sua viagem para Espanha.

Roteiro Madrid

Roteiro Madrid – Informações importantes.

Para viajar para a Espanha a turismo não é exigido visto ou qualquer tipo de vacina. Basta que o visitante tenha um passaporte com validade de pelo menos 3 meses da data de retorno (eu sempre recomendo 6 meses para viagens internacionais), reserva de hospedagem ou carta-convite e comprovação de meios econômicos para o tempo de permanência (71 euros/dia ou 637 euros no mínimo). A apresentação da passagem de retorno também é necessária. Muitos irão dizer que passaram pela imigração e não pediram nada. E na maioria dos casos é o que acontece. Mas se pedirem e a pessoa não estiver com tudo em mãos, corre o sério risco de não ter sua entrada permitida.

Idioma oficial: Espanhol. Contudo existem outras línguas faladas em diversas regiões do país. O catalão na Catalunha, o galego na Galícia e o euskera no País Vasco são alguns exemplos. 

Moeda: € Euro.

Falando em dinheiro, gostaria de acrescentar que por aqui usamos muito moedas. Sei que no Brasil não gostamos delas, mas aqui a dica é ter sempre moedas a mão. Serão úteis em muitos momentos.

Fuso horário: GMT+1, que são 4horas a mais pelo horário de Brasília, porém no horário de verão da Espanha o fuso aumenta para 5h.

Voltagem: é 220 volts e a tomada já não é tão diferente da nossa, é a de 2 pinos redondos.

GUIA DE TURISMO EM MADRID PARA BRASILEIROS

Olá! Eu me chamo Juli e além de guia em Madrid, escrevo um blog sobre a Espanha e sobre viagem com filhos e fui convidada pela Raphaela a falar um pouco da minha cidade pra vocês. Neste post vou propor um roteiro por Madrid, do que considero imperdível, lembrando que Madrid tem muito mais a oferecer a seus visitantes. 

Aproveito para apresentar um pouco o meu trabalho e dizer que qualquer dúvida vocês podem escrever para mim.

Trabalho como guia de turismo em Madrid há 3 anos. Atendemos anualmente dezenas de turistas brasileiros proporcionado experiências únicas para cada um que chega por aqui. Eu disse “atendemos” porque há pouco mais de um ano meu marido, Vlad, se juntou a mim, expandindo nossa oferta de passeios, todos sempre privativos e personalizados para cada cliente. Hoje levamos brasileiros a conhecer não só Madrid, mas também várias outras cidades da Espanha. E neste último ano nossa filha Elisa se juntou a nós, oferecendo tours guiados pelos museus da capital, em português e espanhol. Três gaúchos adotados por Madrid e que amam dividir seu olhar com seus conterrâneos!

Quando visitar Madrid

As melhores épocas para se visitar a Espanha são na primavera e no outono. Os meses de abril a maio já não estão tão frios e o calor ainda não chegou com toda a sua força. E entre setembro e novembro ainda não faz tanto frio. Para quem quer neve, dezembro e janeiro são os meses mais prováveis, embora Madrid não tenha tanta neve. Mas se vier em dezembro prepare-se para uma cidade lotada de turistas. E em agosto, que geralmente é a alta temporada de muitas capitais européias, Madrid se esvazia devido ao intenso calor, que chega facilmente aos 45 graus.

Quem gosta de festas populares, a mais importante da cidade é a Festa de San Isidro, o padroeiro. Uma semana em que a cidade se transforma e se enche de atividades. Acontece na segunda semana de maio. Pra quem curte música o Mad Cool Festival, em julho, é imperdível. Para os que gostam de esquiar, a 30 minutos da capital estão as estações de esqui, que normalmente abrem em dezembro e fecham em fevereiro. Mas nos últimos 2 anos não tivemos muita neve por aqui.

Roteiro por Madrid

Palácio Real

Roteiro Madrid - Palácio Real

A visita custa 11 euros, mas se quiser somente conhecê-lo por fora também está valendo. A entrada é grátis de segunda a quinta, com apresentação do passaporte brasileiro, nas 2 últimas horas de funcionamento:

Outubro a março: 16h às 18h.

Abril a setembro: 18h às 20h.

Parque del Retiro

Roteiro Madrid - Parque del Retiro

O parque mais importante da cidade, construído em 1630 e que era exclusivo da monarquia. Hoje todos podem desfrutar de seus recantos, fazer um piquenique ou visitar os Palácios de Cristal e Velásquez, que abrigam exposições de arte contemporânea.

Museu do Prado

Um dos mais importantes museus do mundo, conta com um acervo de mais de 20 mil obras. Guarde um turno de sua estadia para visitá-lo.

Entrada gratuita para todos os visitantes da Coleção do Museu de Segundo a sábado das 18h00-20h00; E domingos e feriados das 17h00-19h00.

Estádio Santiago Bernabéu

Para os amantes de futebol esta visita não pode faltar. Seja para ver o estádio por fora ou fazer o Tour Bernabéu, que impressiona até os menos fãs do futebol.

Templo de Debod

Roteiro de Madrid - Templo de Debod

Um templo egípcio de mais de 2000 anos bem no centro de Madrid. A entrada é gratuita, mas como o aforo é limitado, a fila pode ser um pouco demorada. Não deixe de ver o pôr-do-sol no parque onde está o Templo, um dos mais bonitos da cidade.

Catedral de Almudena

Roteiro Madrid - Catedral de Almudena

Uma das mais jovens catedrais do mundo, a única consagrada pelo Papa João Paulo II fora da Itália. Considerada de estilo eclético, reúne o neo-clássico, o neo-gótico e o neo-românico em um só lugar.

Roteiro Madrid – paradas imperdíveis

Plaza Mayor

Construída há 400 anos, esta praça é um símbolo da cidade. Nela o turista vai encontrar dezenas de restaurantes e lojas de produtos tradicionais. Se a cidade estiver em festa, certamente aqui estará acontecendo algo (nas festas de San Isidro é onde acontecem shows durante todo o dia).

Puerta del Sol

O Marco Zero da cidade e da Espanha. Aqui também está a sede do governo estadual e a estátua do Urso e Madronho, símbolo da cidade.

Puerta de Alcalá

Uma das mais importantes e belas portas da Europa, parada obrigatória para uma foto.

Gran Vía

A avenida mais famosa da cidade, mas não a maior, com 1,5 km divididos em 3 trechos, aqui encontramos as principais lojas de roupas, muitos hotéis e a conhecida “Broadway Madrilenha”, onde temos em cartaz sempre alguns musicais da famosa avenida americana.

El Rastro

Se você estiver na cidade em um domingo, ou feriado, eu te convido a conhecer a feira do Rastro. Trata-se de um mercado de rua bastante tradicional de Madrid com mais de 400 barracas vendendo de tudo um pouco. Aviso que é bastante movimentado lá, eu particularmente não sou fã pois não gosto de muvuca (risos), mas coloquei aqui na lista pois tenho muitos clientes que visitam e gostam. Como eu já disse, é um ponto tradicional daqui.

Roteiro Madrid – Como se locomover pela capital espanhola

Com um sistema público de transporte de excelente qualidade, é muito fácil e rápido ir de um lugar a outro. O metrô conta com 16 linhas que conectam toda a cidade, além dos trens que conectam com a região metropolitana. E pra quem prefere viajar pela superfície, dezenas de linhas de ônibus cobrem toda a cidade. Madrid é uma cidade pra se conhecer a pé, então carro não será muito útil por aqui. E tendo transporte para todo o lado, se torna totalmente desnecessário.

Reforçando, a melhor maneira de se locomover na cidade é de metrô ou ônibus. Eu sugiro comprar a “tarjeta multi” e carregar com 10 viagens. Sai mais barato que o bilhete individual e pode ser usado nos dois. Mas só compensa se você for usar mais de 6 viagens. Ah, a Tarjeta Multi pode ser compartilhada, então não precisa comprar uma para cada. Mas atenção, é importante que todos permaneçam juntos durante o trajeto ou que o bilhete fique com quem vai descer por último, isso porque o fiscal pode passar conferindo os bilhetes.

Onde ficar em Madrid

Os melhores bairros para ficar estão no centro, próximo a Porta do Sol, Plaza Mayor, Gran Via, Praça de Espanha, já que dali podemos fazer praticamente tudo a pé. Mas são também os locais mais caros. Os bairros de Chueca e Malasaña são mais em conta e também não é preciso usar transporte para se chegar na região de Sol, mas estes bairros oferecem principalmente apartamentos de temporada. 

No bairro de Salamanca, Retiro e próximo a estação de Atocha também existem muitos hotéis e o acesso ao centro é fácil (e barato, caso prefira usar táxi ou Uber). Mesmo que o turista fique um pouco mais afastado do centro, não será problema se ficar próximo a uma estação de metrô. 

Só não aconselho ficar muito distante do eixo central, como a região próxima ao aeroporto ou as cidades da região metropolitana, que podem fazer com que se perca um precioso tempo até chegar ao centro. E o custo de um táxi ou Uber não compensaria a diferença na diária.

Booking.com

Para finalizar preciso lembrar que vir a Madrid e não provar da culinária típica é um pecado! Além da comida aqui ser bem barata, temos pratos deliciosos. O mais famoso é sem dúvida a paella, mas não o único. No inverno não deixe de provar um bom cocido madrileño e também o chocolate com churros. No verão aproveite as mesas do lado de fora dos restaurantes e tome uma sangria acompanhada de alguma tapa (porções individuais para acompanhar a bebida).

Espero que tenha gostado das dicas e sugestões para o seu roteiro em Madrid. Quer saber mais? Fale com a Ju

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *