O que fazer em Zurique – dicas para o seu roteiro na Suíça!

Zurique é a maior cidade da Suíça, com aproximadamente 400mil habitantes, muita gente pensa que é a capital do país. Contudo explico que esse título é da cidade Berna, outro destino lindo que merece entrar na sua lista de passeio por lá. Voltando a Zurique, nossa estrela de hoje, te conto que é super prático caminhar pelo seu centro histórico e conhecer suas atracões.

Para ajudar a elaborar o seu roteiro eu convidei uma guia brasileira da cidade para dar dicas do que fazer em Zurique, então já salva esse post que está incrível com as dicas da Ana.

A Ana Luiza mora na Suíça há 11 anos e é guia certificada pelo órgão de turismo do país. Além de Zurique ela também faz tours em Berna, Lucerna, Genebra, Lausanne e nos Alpes. É casada e tem 2 filhos (Ana Julia e Lukas).

Informações Úteis

Documentação: Brasileiros não necessitam de visto se a estadia for inferior a 90 dias. A única exigência é que o passaporte tenha pelo menos 3 meses de validade a partir da data de saída da Suíça. Por fazer parte do Tratado de Schengen, também é obrigatório a contratação de seguro viagem!

Dicas para contratar seguro viagem barato e com qualidade!

Idioma: A Suíça possui 4 línguas oficias: alemão, francês, italiano e romanche. A região alemã abrange a maior parte do país (66%), seguida da região francesa (24%). O italiano é falado somente no cantão (como são chamados os estados por lá) de Ticino (9%) e o romanche é falado no cantão de Grisões (1%).

Moeda: A moeda do país é o franco suíço (CHF). Alguns locais aceitam Euro como pagamento e a maioria deles dá o troco ao cliente em franco suíço. 

Fuso horário: Do último fim de semana de março até o último final de semana de outubro, a Suíça, assim como a maioria da Europa, está no horário de verão. Durante este período a diferença com o Brasil (horário de Brasília) é de 5 horas a mais. Nos demais meses do ano são 4 horas de diferença. 

o que fazer em Zurique

Melhor época para viajar

De abril a setembro os dias são mais longos e isso é legal para poder aproveitar e passear muito. Nesta época, as temperaturas variam entre 10 graus a 20 graus. Porém, lembro que junho, julho e agosto é o período de alta temporada por aqui. Os locais ficam mais cheios de gente e os hotéis mais caros. Além de serem os meses mais quentes, onde a temperatura pode chegar em torno de 36 graus. De outubro a março o frio acaba sendo mais intenso e temos um curto período de claridade. Nesta época as temperaturas ficam a maior parte do tempo negativas e, por isso, ficar muito tempo exposto ao frio para passear pode não ser tão agradável. 

O que fazer em Zurique – Centro Histórica da cidade

Começando pela Bahnhofstrasse, que é a rua que você vai encontrar logo que sair da estação central (Zürich HB). Ela é a principal rua de comercio da cidade e segue até o lago. Conhecida por ser a rua mais cara do mundo, essa fama faz jus na parte próxima do lago, que é a parte nobre e a região onde ficam os bancos. Em contra partida, a parte da Bahnhofstrasse que fica perto da estação tem lojas mais “populares” com preços acessíveis, onde grande parte das pessoas fazem suas compras. 

No centro histórico também estão as 3 principais igrejas de Zurique: a Grossmünster, a Fraumünster e a St. Peter. A primeira foi construída por Carlos Magno e de sua torre é possível ter uma vista linda da cidade. O valor para subir é de 5 francos por pessoa.

A Fraumünster é famosa pelos seus vitrais, feitos por Augusto Giacometti e Marc Chagall. E St. Peter foi a primeira igreja de Zurique, sendo o relógio da sua torre seu destaque! Inclusive ele é considerado o maior relógio de torre da Europa, com 8,7m de diâmetro.

Outro lugar super visitado é o Lindenhofplatz, um parque que fica na parte alta do centro antigo. De lá você tem uma vista linda do rio Limmat (o rio que cruza por dentro de Zurique) e da outra parte do centro antigo. Aqui, sem dúvida, vale a pena uma foto para registrar a paisagem!

O que fazer em Zurique

Se você gosta de ruas charmosas, não deixe de passar pela Augustinergasse. Nessa rua somente circulam pedestres e as sacadas dos seus prédios coloridos dão um charme especial.

Caso bata aquela fome ou um desejo de provar os chocolates suíços, aproveite e entre na Sprüngli. A Sprüngli é uma confeitaria de chocolate artesanal que fica na Bahnhofstrasse (a principal rua de comércio de Zurique, lembra?). Vale a pena provar pelo menos um dos doces!

Se você faz parte da turma que gosta de museus, em Zurique você vai encontrar o Museu da FIFA e do Museu da Suíça (Landesmuseum). O Museu da FIFA conta toda a história do futebol, das Copas e das curiosidades que envolvem o evento. O Landesmuseum mostra a história da Suíça, desde a sua formação, as disputas que aconteceram dentro do território e tudo o que fez resultar no país que se tem hoje. 

Para encerrar este centro histórico, aproveite para passear de barco pelo lago de Zurique. São vários tipos de passeios (tem também com brunch ou jantar) e com diferentes tempos de duração. Uma forma agradável de ver a cidade de outro ângulo.

Além do Centro Histórico

Saindo da parte do centro histórico, sugiro que você conheça a região de Zürich West. Esta é uma região alternativa da cidade, que já abrigou indústrias de Zurique. Os pavilhões industriais agora são ocupados por restaurantes, lojas, escritórios comercias e exposições de arte.

Aqui, visite o Viadukt, que são arcos que sustentam os trilhos dos trens e foram construídos para expandir a malha ferroviária de Zurique. Nestes arcos você encontrará lojas, cabeleireiros, cafeterias, restaurantes e um mercado (semelhante aos mercados públicos do Brasil).

Próximo ao Viadukt tem o Frau Gerolds, um jardim mega alternativo e com o conceito de reciclagem e sustentabilidade. No Frau Gerolds tem um restaurante, brechós e sorveteria artesanal. Em dia de sol, este lugar é mega procurado! Galera toda se reuni por lá, inclusive durante a semana para um happy hour.

Viaje Conectado

Aqui estão lugares super legais de Zurique e tenho certeza que você vai gostar desta cidade tanto quanto eu, quando conhecê-la. 

Eu sugiro passar dois dias em Zurique para conhecer a cidade com calma. Assim como recomendo se hospedar nos hotéis próximos da estação central, para facilitar o deslocamento para outras cidades, caso desejarem conhecer outros lugares da Suíça. Inclusive a Suíça é um país fantástico para viagens de trem.

Dicas extras:

Esse trajeto que a Ana descreveu é possível fazer em um dia, a parte do centro histórico leva aproximadamente 3h e é possível fazer tudo caminhando. Para ir até a região de Zürich West você pode optar pelo tram (bondinho) ou pegar o trem na estação central de Zurique e ir até Hardbrücke. Quer saber mais de Zurique?

Fale com a Ana

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *