O que fazer em Buenos Aires – Dicas e informações indispensáveis para o seu roteiro!

Buenos Aires, a capital da Argentina, é um dos destinos estrangeiros mais procurados pelos brasileiros, principalmente por conta da proximidade e da paridade do real diante do peso, moeda oficial do país. Veja a seguir o que fazer em Buenos Aires durante sua viagem.

O que fazer em Buenos Aires

Informações úteis sobre Buenos Aires

Visto que o Brasil e a Argentina fazem parte do Mercosul, brasileiros precisam apenas da carteira de identidade para irem à Buenos Aires e não é preciso visto. Todavia, a carteira de identidade precisa estar em bom estado de conservação e o titular reconhecível na foto. A permanência legal para viagens de turismo é de 90 dias.

A contratação de seguro viagem, embora indicada para qualquer viagem internacional, não é obrigatória. Ademais, até a finalização deste post, não é solicitado Certificado de Vacinação Internacional.

Idioma: Espanhol

Moeda: Peso Argentino. Atualmente $1 equivale a R$0,08

Fuso horário: UTC -3, o mesmo do Brasil

Voltagem: 220V

Tomada: Plugue de três pinos achatados, bem diferentes da do Brasil. Então inclua adaptador universal na lista do que levar!

Qual a melhor época para viajar para a capital argentina?

O que fazer em Buenos Aires

O clima na Argentina é predominantemente subtropical, com estações bem definidas e temperatura média de 18ºC. No verão (dezembro a março) chove bastante e a temperatura pode passar dos 30ºC durante o dia. Já no outono (março a junho) a temperatura começa a cair, chegando a 15ºC no fim da estação, todavia chove e pode ventar muito. Mesmo raramente nevando, a temperatura cai bastante durante o inverno (junho a setembro), principalmente a noite, ficando entre 12ºC e 5ºC. Quase não chove. Na primavera (setembro a dezembro) os parques ficam floridos e a temperatura varia de 15ºC a 20ºC.

Assim, se você prefere curtir a viagem sem chuva ou muito calor, o final do outono, o inverno e o começo da primavera são as melhores épocas para conhecer Buenos Aires.

O que fazer em Buenos Aires ?

Assistir alguma apresentação de Tango

Buenos Aires é a capital mundial do Tango. Portanto, visitar uma das mais de 15 casas de show da cidade é quase obrigatório para qualquer turista. Todas as casas de Tango oferecem jantar, orquestra ao vivo e opção de transfer até o hotel. Señor Tango, Tango Porteño e Madero Tango são algumas das casas mais conhecidas.

Teatro Colón

Inaugurado em 1908, o Teatro Colón é a principal casa de ópera da capital argentina e considerado um dos cinco melhores do mundo. Durante a visita guiada, realizada diariamente das 9h às 17h, o público conhece, entre outras coisas, a história, arquitetura e design do teatro. O ingresso custa  $1400 e pode ser adquirido no site do Teatro Colón. Também são realizadas visitas em inglês, nos seguintes horários: 11h, 13h e 15h.

Museu Nacional de Bellas Artes

Uma ótima dica do que fazer em Buenos Aires se você gosta de arte é conhecer o Museu Nacional de Bellas Artes. Seu acervo conta com mais de doze mil peças de diferentes períodos artísticos, entre elas do Picasso, Goya, Claude Monet, Édouard Manet, Renoir, Tarsila do Amaral. O Museu funciona de terça a sexta das 11h às 20h, e nos finais de semana das 10h às 10-20h. A entrada, que custa $200, é gratuita nas às terças.

MALBA

O Museu de Arte Latino Americano (Malba), localizado em Palermo, é um um centro cultural voltado para exposições e mostras de artistas latinos americanos. Assim, o acervo fixo é composto por obras de artistas como Cândido Portinari, Frida Kahlo, Tarsila do Amaral, Diego Rivera, entre outros. O Museu pode ser visitado de quinta a segunda, das 12h às 20h; e na quarta, de 12h às 21h. O ingresso para o público geral custa $280.

La Bombonera

Para os fãs de futebol essa parada não pode ficar de fora! O estádio do Boca Juniors oferece um tour pelos vestiários, arquibancadas e cabines de imprensa. Também conta com um museu e uma loja de souvenirs.

Passeios gratuitos em Buenos Aires

O que fazer em Buenos Aires - Caminito

Caminito

Com certeza o nome Caminito vem a sua cabeça quando você ouve falar em Buenos Aires. Essa rua no bairro La Boca é famosa por suas casas coloridas, lojas de souvenirs e artistas de ruas. A rua fez parte do percurso da estrada de ferro até 1928, quando se transformou em um beco abandonado. No entanto, alguns moradores, entre eles o pintor Benito Quinquela Martín, decidiram recuperar o beco na década de 50, o transformando em uma rua museu. Em 1959, o lugar foi batizado com o nome do popular tango Caminito, de 1926, composto por Peñalosa e Filiberto.

Cemitério da Recoleta

Um passeio um tanto diferente para se fazer em Buenos Aires com certeza é conhecer o Cemitério da Recoleta, um dos mais célebres do mundo. Fundado em 1822, abriga os restos mortais de diversas personalidades e ex-presidentes da Argentina como: Eva Perón (ex-primeira-dama da AR, atriz e cantora), Miguel Juárez Celman, Bartolomé Mitre ( ambos ex- presidentes da AR). A entrada é gratuita.

O que fazer em Buenos Aires - Porto Madero

Porto Madero

O Porto Madero (Puerto Madero), o primeiro de Buenos Aires, foi construído em 1887 em uma ilha artificial e parou de funcionar em meados do século XIX. Contudo, na década de 90, os galpões e armazéns abandonados começaram a ser utilizados como restaurantes, escritórios e hotéis. É lá que fica a Ponte da Mulher (Puente del la Mujer), obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, e o barco-escola Fragata Sarmiento, onde funciona um museu naval. Por isso, vale a pena tirar uma tarde para conhecer o local enquanto janta em algum dos vários restaurantes da região.

Aproveite para conhecer algumas das áreas verdes da cidade

Jardim Botânico

Um lugar ideal para caminhar e tomar um ar fresco, o Jardim Botânico de Palermo é formado por vários jardins de diferentes estilos, incluindo um jardim romano, um francês e um oriental. No verão, o Jardim está aberto de segunda à sexta, das 8h às 18h45  e nos finais de semana e feriados, das 9h30 às 18h45. A entrada é gratuita.

Bosques de Palermo (El Rosedal e Jardim Japonês)

Os Bosques de Palermo é um parque com mais de 80 hectares de bosques centenários. Tem dois lagos artificiais rodeados de vegetação, com aves e plantas aquáticas. Dentro dos bosques há  diversos jardins, como o El Rosedal (Jardim das Rosas) e o Japonês, o Hipódromo, e o Planetário Galileu Galilei. O El Rosedal, cuja entrada é gratuita, funciona de terça a domingo, das 8h às 18h. 

Costanera Sur

Para quem gosta de áreas verdes, uma dica é ir na Reserva Ecológica Costanera Sur, onde há há diversas espécies de aves, répteis, peixes e mamíferos. Ela está localizada na costa do Rio da Prata, no lado leste de Puerto Madero. A Reserva está aberta diariamente das 8h às 18h, e a entrada é gratuita.

Atrativos na região central

Casa Rosada

Sede do governo argentino e Museu da Casa do Governo, a Casa Rosada chama a atenção por sua arquitetura e cor que contrasta com os tons sóbrios das construções que a cercam na Praça de Maio (Plaza de Mayo – o coração político da cidade ), como o Congresso Nacional e a Catedral. O Museu é aberto ao público gratuitamente aos finais de semana e feriados. Contudo, é preciso agendar a visita com antecedência através do site oficial da Casa.

Feira de San Telmo e Estátua da Mafalda

Todos os domingos acontece a tradicional Feira de San Telmo, famosa principalmente pela venda de antiguidades, apresentações de orquestras de tango e artistas de rua. A feira ocorre das 10h às 16h. Perto dali, na esquina das Ruas Defensa e Chile, está a estátua da Mafalda e seus amigos. Foi ali perto, na rua Chile 371, que viveu o cartunista Quino (Joaquín Salvador Lavado), criador da tira da Mafalda.

Obelisco

O Obelisco é uma das obras ícones de Buenos Aires e pode ser avistado ao longe, já que possui 67m. É uma parada quase obrigatória para quem vai para a cidade pela primeira vez. Ele foi construído em maio de 1936 em comemoração ao quarto centenário da fundação da cidade. Perto dali, está o letreiro de Buenos Aires, que na verdade é um jardim Vertical com cerca de seis mil plantas de diferentes.

Buenos Aires

Outros pontos que talvez te interessem para conhecer:

  • Mirante do Palácio Barolo – para ver a cidade de cima, não funciona as domingo.
  • Hipódromo de Palermo – entrada gratuita para ver as corridas;
  • Livraria El Ateneo Grand Splendid – considerada uma das livrarias mais lindas do mundo;
  • Galerias Pacífico – é um shopping, um dos mais movimentados da cidade, mas tem uma arquitetura bonita com destaque para seu teto de vidro. Vale uma passadinha;
  • Café Tortoni – não sabia se colocava aqui ou na parte das comidas, rs. O fato é que trata-se do café mais antigo da cidade e que já foi ponto de encontro de importantes artistas. Passe por lá para um cafézinho ou um churro com chocolate;
  • Floralis Generica – outro símbolo da cidade.
O que fazer e Buenos Aires - Floralis Generica

Onde ficar em Buenos Aires

Para decidir onde ficar em Buenos Aires você precisa levar em consideração alguns fatores, principalmente o que mais gosta de fazer quando viaja. Os melhores lugares para se hospedar em Buenos Aires é o Microcentro, Recoleta e Palermo.

Microcentro

As hospedagens no Microcentro de Buenos Aires são indicadas para quem prefere economizar, ter mais oferta de transporte público, alimentação em conta e gosta de ficar próximo de pontos turísticos, pois é lá que estão o Obelisco, a Casa Rosa e o Teatro Cólon, por exemplo. Da para ir caminhando até Puerto Madero e San Telmo. Porém, a região tem pouca atividade noturna.

Booking.com

Recoleta

Booking.com

Recoleta é o local perfeito para quem gosta de caminhar observando edificações históricas, o charme das ruas e curtir a noite em um café ou restaurante aconchegante. O bairro tem várias atrações, como o Cemitério da Recoleta e o Centro Cultural e, além disso, fica próximo do Microcentro e de Palermo. Por ser um bairro nobre, as acomodações são um pouco mais caras que as do Microcentro, ainda assim, é possível encontrar opções mais em contas pelo AirBnb.

Palermo

Palermo, o maior bairro da cidade, é dividido em Soho, onde estão os restaurantes e lojas; Hollywood, estúdios de televisão; e Chico, onde ficam os bosques.

Mais boêmios e artísticos, Palermo Soho e Hollywood têm foco no turismo gastronômico, desse modo, há muitas opções para quem gosta de curtir a agitação noturna da cidade e conhecer os melhores restaurantes. Durante o dia, lojas, galerias e parques, como o El Rosedal e o Jardim Japonês, sãos os atrativos principais.

Booking.com

O que provar por lá

Não faltarão deliciosas opções para provar em Buenos Aires. A minha dica nesse quesito é olhar o GuiaOleo, pois você consegue buscar todos os tipos de cozinha e conta com centenas de avaliações para te ajudar a escolher o melhor restaurante.

Você não pode deixar de provar:

  • Carne ( parrillas) com batata frita – Don Julio e La Cabrera são muito bem recomendados.
  • Empanadas – dispensa apresentações, eu adoro!! Alguns lugares para prová-las: El Sanjuanino, La Cocina, La Continental e La Quebrada
  • Pizza – nem só de empanadas e parrillas se faz a culinária de Buenos Aires. Destaque para El Palacio de la Pizza, Guerrín e Pizzería La Rey.
  • Alfajores e doce de leite – deixe para comer Havana no Brasil, prove outras marcas como Abuela Goye, Cachafaz, Recoleta e Suchard. Você encontra todas no mercado.
  • Sorvete – os hermanos também bons nisso. Procure por heladeria Daniel, Rapa Nui e Jauja, muitos consideram os melhores sorvete de Buenos Aires.
O que fazer em Buenos Aires

Qual a melhor forma de se locomover em Buenos Aires

Por ser uma cidade plana, Buenos Aires é um lugar para se conhecer caminhando. Por outro lado, há muita oferta de transporte público e de serviços de táxi.

São cerca de 37 mil táxis na cidade e a primeira bandeira custa cerca de $38 durante o dia. O valor da corrida pode ser calculada neste site aqui. Infelizmente é comum golpes em turistas. Assim, uma dica é olhar o trajeto antes em aplicativos como o Google Maps. Da mesma forma, o Uber está disponível em Buenos Aires, e para utilizá-lo você só precisa ter o aplicativo instalado (se você já tiver não precisa baixar outro) e um cartão de crédito cadastrado.

Assim como em toda cidade grande, o trânsito de Buenos Aires é meio caótico nos horários de pico e alugar um carro só é interessante se você pretende ir para outras cidades ou fazer passeio mais afastados da região metropolitana, como o Delta do Tigre e o Zoológico de San Luján.

Transporte Público

Buenos Aires possui sete linhas de metrô, entretanto elas só funcionam das 5h às 23h. Já os ônibus, que circulam em toda a cidade, rodam 24h por dia. Uma dica para quem vai ficar alguns dias na cidade e utilizar o transporte público é solicitar o cartão Sube. Ele custa $25 e pode ser adquirido e carregado nas estações de metrô, nos Kioskos (barracas espalhadas por toda a cidade) e online. Com o cartão, as tarifas de ônibus custam entre $6 e $7 e de metrô cerca de $7,50. Vale destacar que os ônibus só aceitam moedas e é preciso informar o lugar de parada ao motorista para que ele fale quanto custará a viagem.

Se você prefere um meio de transporte mais sustentável, não apenas é possível andar de bicicleta em Buenos Aires, como é de graça. Isso porque a cidade conta com o Ecobici, um serviço de empréstimo de bicicletas gratuito 24h por dia. Para utilizá-lo, é necessário ter o cartão MiBA, que é gratuito e pode ser feito tanto por moradores da Argentina como por turistas.

Portanto, aproveite as dicas deste post e comece a planejar agora mesmo a sua viagem para Buenos Aires.

Você vai amar a terra dos hermanos!

Quer mais inspirações de destinos? Então dá uma olhadinha em outras dicas de viagens incríveis que fiz.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *